top of page
  • Foto do escritorCamille Holmer

Liderança no varejo e seus desafios


trabalhador de supermercado abastecendo departamento de frutas com alimentos
<a href="https://br.freepik.com/fotos-gratis/trabalhador-de-supermercado-abastecendo-departamento-de-frutas-com-alimentos_11450211.htm#page=3&position=42&from_view=search&track=ais&uuid=d9244e3e-6682-4208-b247-d94d64975234">Imagem de aleksandarlittlewolf</a> no Freepik


O varejo é mágico. É somente nesse segmento que um profissional consegue iniciar uma carreira praticamente do zero e, em poucos anos, com alguma dedicação e vontade de

colaboradores da loja. Então, já passou o tempo que gestão de pessoas era coisa do departamento de RH. Agora um RH de sucesso está condicionado a líderes treinados e habilidosos em gestão de pessoas. Afinal, fazer é muito importante, mas conseguir que uma equipe inteira faça bem sua função, esse sim é o sucesso de uma loja. 


Cada vez mais pesquisas comprovam que nossos funcionários pedem demissão do chefe e, quando questionados afirmam que indicariam a empresa para outras pessoas como um bom lugar para trabalhar, já o chefe, bem, esse nem pensar. Inclusive se olharmos com cuidado as ações trabalhistas de uma empresa, mais da metade são motivadas pelo relacionamento ruim com o chefe direto.

 

Quando perguntamos a nossos funcionários como eles descrevem um bom líder, eles falam sobre alguém inspirador, motivador que os ajudam a crescer na carreira e que mostra o caminho de como fazer as tarefas e superar desafios. E, quando perguntamos aos gestores como descrevem seu papel vem coisas parecidas, porém, quando questionamos aos dois grupos o que significa isso na prática o silencio impera.  


E você sabe por quê? Porque ser líder é tudo isso ao mesmo tempo, com funcionários diferentes, enquanto você responde infindáveis e-mails, resolve o sistema que parou, pressiona, corrige, demite, dá bronca, verifica a entrega que está chegando e outras coisas não tão glamorosas da função. 


E agora já até sei o que você está pensando. Sério? Líderes dão bronca e demitem? E posso dizer um grande e sonoro sim como resposta. A diferença entre um chefe e um bom líder é o como faz isso, percebe? Um líder faz isso com técnica, jeito, respeito as pessoas sempre pensando em corrigir os comportamentos e gerar movimento de melhoria e não em mostrar o poder de seu crachá. 


Digo sempre que uma boa liderança começa com o autoconhecimento. Investir tempo nos lapidando, conhecendo o que nos motiva, o que nos desgasta e até mesmo o que nos irrita. Desenvolve uma habilidade fundamental que é a inteligência emocional. É ela que nos ajuda lidar com nossos dilemas e frustrações nos tornando um líder melhor e mais empático e com certeza, nos dá ferramentas imprescindíveis para lidar com os desafios dos colaboradores que nos rodeiam. 


Sei que é complexo porque não tem receita. E posso afirmar que cada vez mais gestão de pessoas é coisa de todo líder não só do RH, afinal, é ele que está em contato direto com o colaborador, que sabe melhor do que ninguém quais são os treinamentos necessários para sua realidade, quais são os melhores perfis para sua loja e quem são os seus melhores talentos. E isso será uma constante em sua carreira uma vez que, a cada nova equipe que assumir, precisará conhecer e lidar com pessoas com diversos perfis psicológicos, idades, habilidades e em diversos níveis de desenvolvimento profissional e desta forma quando achávamos que já sabíamos tudo sobre gestão de pessoas, nos deparamos com novos desafios que nos tiram da zona de conforto e nos jogam novamente na zona de aprendizagem. 


Quando nos tornamos líderes passamos a ser exemplo para muitas pessoas e essa não é uma tarefa fácil. Passamos a vida nos espelhando em pessoas que já chegaram aonde queremos chegar e assim vamos modelando comportamentos e atitudes e criando na nossa mente um futuro irresistível. Passamos a ser porta voz de todas as mudanças que acontecem na organização, assumimos riscos tomando decisões que não estão escritas nos procedimentos e sobre assuntos tão diversos e até mesmo inusitados, que só quem trabalha no varejo sabe que acontece. 


 Eu sei que não é simples, e o primeiro ponto para uma gestão de pessoas bem feita é conhecer bem sua equipe. E quando falo em conhecer bem é saber mais do que o nome e o horário do colaborador. É saber por que ele escolheu trabalhar na sua loja, quais são os planos e motivações e pelo que ele trabalha. Garanto que você vai se surpreender em como poderá ajudá-lo a chegar mais rápido onde ele quer. É como diz o ditado que com certeza você já escutou: “gestor é uma ponte de onde estamos para onde queremos chegar”.   


Portanto ser um bom líder meu caro, é tarefa contínua, que exige método, gestão de tempo, gestão de resultado e conflitos, muita resiliência e boa vontade. O que posso garantir é que quando você ouve: “chefe você não vai acreditar que consegui!” ou quando você vê seus colaboradores sendo promovidos e alcançando suas metas na vida pessoal, faz todo nosso esforço valer a pena e nos impulsiona a continuar aprendendo e nos tornando líderes melhores. 

 

 Camille Holmer - Diretora Executiva da Priorize Gestão Estratégica de Pessoas

 

Posts recentes

Ver tudo

コメント


bottom of page