top of page
  • Foto do escritorRegina Cordeiro

Liderança: os desafios do líder inovador no ambiente corporativo

Atualizado: 7 de jun. de 2023

A forma de governança nas empresas foi radicalmente alterada nos últimos anos, devido à mudança das culturas organizacionais e a exigência de novas formas de liderança. Liderar tornou-se um desafio ainda maior: nesse momento é preciso olhar de forma humanizada para os colaboradores e adquirir a capacidade de trata-los com empatia, incentivando um trabalho colaborativo para conquistar metas e produtividade.


Prestar atenção e compreender a heterogeneidade da equipe de trabalho, as dificuldades individuais, a importância da saúde integral, melhoria do diálogo e, ainda, contribuir para o melhor desempenho dos funcionários passaram a ser fundamentais. Conectar-se verdadeiramente com as pessoas, atentando às suas necessidades significa a obtenção de resultados satisfatórios e o aumento da rentabilidade.


Quando há um feedback para um comunicado feito de forma coletiva, por exemplo, é mais fácil estimular a retroalimentação da informação de forma assertiva. Paradoxalmente, na indústria 4.0, a automação dos processos, relacionados à tecnologia, abriu espaço para a valorização do colaborador, já que não é possível gerenciar processos tecnológicos sem a atuação humana.


Uma pesquisa realizada pela consultoria Berson by Deloitte, com empresas de 130 países, sinalizou que 89% consideram a formação de líderes uma questão importante ou muito importante. Porém, só 13% se declaram excelentes na geração de líderes globais, o que trazer preocupação nos aspectos da boa liderança.



Como desenvolver a aptidão de liderar?



Todas as pessoas podem desenvolver a capacidade de liderar, desenvolvendo inteligência emocional, autoconhecimento e muito importante: o investimento em cursos e treinamentos. Com o desenvolvimento de habilidades individuas, o líder torna-se capaz de motivar os colaboradores, reter talentos, diminuir a taxa de turnover, solucionar conflitos internos, além de alcançar metas e objetivos organizacionais.


Com a visão habitualmente mais madura para esse cenário, a Priorize Gestão Estratégica de Pessoas oferece treinamentos para que líderes desenvolvam a habilidade de gerenciamento. Transformar positivamente o clima organizacional, colaborar para a motivação e o engajamento dos funcionários, aprender como executar tarefas de forma assertiva e reter talentos, estão entre as principais práticas a serem conquistadas pelos líderes durante um treinamento adequado.


*Camille Holmer é especialista em RH de varejo, conselheira empresarial, diretora Executiva, consultora de RH, palestrante, e diretora da Priorize Gestão Estratégica de Pessoas.



25 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page